CP: Palha inspirado não evita regresso às derrotas

Publicado por em 29 Abril, 2019

Aldair, um dos criativos do Vilaverdense.
Aldair, um dos criativos do Vilaverdense.

O Vilaverdense FC recebeu na tarde deste Domingo a formação da AD Limianos em jogo a contar para a 32ª jornada da Serie A do Campeonato de Portugal. A vitória sorriu aos visitantes, que estabeleceram o resultado final de 1-0 logo ao minuto 5, por Alvinho, de grande penalidade.

Podemos dizer que o jogo não começou bem para os homens de Gaspar Silva. É que logo ao quinto minuto de jogo aconteceu o lance fulcral da partida. Depois de um pontapé de canto cobrado da direita apareceu nas alturas o trinco Zé Pimenta, que cabeceou para golo. A bola acabaria por não entrar na baliza, porque “morreu” na mão direita de Pedro Araújo. Depois do apito de Sérgio Soares veio o consequente penálti, acompanhado também de cartolina amarela para o central vilaverdense, logo no inicio da partida, condicionando e castigando em demasia um lance que foi bem ajuizado, mas que poderia ter ficado apenas por isso mesmo. Chamado a converter, Alvinho fez golo, colocando a bola junto do poste direito de Miguel Palha.

O futebol praticado na primeira metade do encontro foi repartido, embora os de Ponte de Lima tenham entrado com mais vontade e com mais alguma posse de bola. Se por um lado os de Vila Verde hesitavam em demasia na hora de rematar à baliza, do outro lado estava uma equipa que também não ia causando grandes tumultos em lances ofensivos.

Depois do golo, foi preciso esperar até aos 31 minutos de jogo para se ver algum perigo junto das balizas. No caso falamos de Olatunji, que teve na cabeça a oportunidade de empatar a partida, acabando por atirar ao lado da baliza de Carlos Fernandes. Quem estava na Cruz do Reguengo ficou com a clara sensação que o médio podia ter feito melhor, já que executou sem oposição.

Antes de terminar a primeira parte destaque ainda para o falhanço da tarde, desta feita protagonizado por Mailó. O avançado limiano apareceu bem na cara de Palha, depois de um bom cruzamento da direita, mas não fez melhor do que atirar ao travessão. Tudo isto pareceria normal, não fosse o remate ter sido feito à entrada da pequena área.

Com a segunda parte veio também uma atitude bem diferente dos da casa. Finalmente o Vilaverdense tomou consciência da sua posição de perdedor e foi atrás do resultado. Podemos afirmar que houve mais vila na meia hora do segundo tempo, comandada por André Salvador que quase ia marcando um grande golo de livre aos 47’. Do outro lado estava atento Carlos Fernandes, que fez neste livre frontal a defesa da tarde. Haveria de ser novamente Salvador a ameaçar mais tarde, aos 61’, com novo remate frontal que saiu pouco ao lado do poste direito dos limianos.

A resposta haveria de chegar a quinze minutos do final, com uma grande jogada individual de Mailó. O homem mais ofensivo dos visitantes foi sempre muito irrequieto na hora de contra-atacar, e neste lance fintou dois adversários e armou um potente remate que só foi parado pelo poste esquerdo da baliza de Palha.

Aos 78’ ainda se reclamou mão na bola dentro da área do Limianos, mas Sérgio Soares entendeu que o lance foi limpo.

Um minuto volvido e mais um bom momento, com Zé Pimenta a cabecear forte para grande defensa de Miguel Palha.

Antes de terminar, destaque ainda para um lance mal aproveitado pelo recém-entrado Chiquinho, que no cara a cara com Palha demorou muito para decidir o lance, que acabou por se perder.

O Vilaverdense já está despromovido aos escalões distritais do futebol da AF de Braga mas nunca baixou os braços e quis provar diante dos seus aficionados que nunca desistiu de procurar os três pontos. O resultado acaba por ser animador para o Limianos, que com a vitória permanece distante dos lugares de despromoção.

Nota ainda para a grande exibição do guarda-redes Miguel Palha, que por variadas vezes evitou o segundo para os visitantes. A julgar pelas últimas exibições podemos considerar que o guardião atravessa um bom momento de forma.

Com esta derrota o Vila permanece na 17ª posição da Serie A, quando faltam ainda disputar dois jogos.

FICHA DO JOGO

ESTÁDIO: Estádio Cruz do Reguengo, Vila Verde.

ÁRBITRO: Sérgio Soares (AF Porto).

VILAVERDENSE FC:

Miguel Palha, Mário Rebola, Nené, Pedro Araújo e Gabi; André Salvador, Olatunji (Rodilson, 80’) e Aldair (Tomás Gama, 71’); Rui Amaral, Rui Neves (Nuno Pereira, 63’) e Kenny Valinhas;

TREINADOR: Gaspar Silva.

AD LIMIANOS:

Carlos Fernandes, Zé Pimenta, Borges, Iano, Micka (João Nogueira, 71’ (Elivelton, 91’)), Samate (Chiquinho, 76’), Jójó, Mailó, Alvinho, Luan e Touré;

TREINADOR: José Fernandes.

DISCIPLINA:

AMARELOS

VILAVERDENSE FC: Pedro Araújo, 4’; Aldair, 39’; André Salvador, 56’; Nuno Pereira, 68’ e Gabriel Faria, 78.

LIMIANOS: Samate, 61’ e João Nogueira, 82.

VERMELHOS: nada a registar

GOLOS: (0-1) Alvinho, 5’.

©Fotos: Facebook Oficial VFC.

Categorizado como

Current track
Title
Artist