Jorge Pereira já reagiu ao pedido de demissão da direção do Vilaverdense FC.

Publicado por em 30 Junho, 2017

Jorge Pereira afirma que ficou «surpreendido» e «estupefacto» com o pedido de demissão da Direção do Vilaverdense FC, liderada por Eduardo Milhão. O Presidente da Mesa da Assembleia-Geral (AG) diz-se de «consciência tranquila» e promete marcar novo ato eleitoral quando for oficialmente informado que a Direção se demitiu.

«Para mim, a Direção contínua em funções, pois oficialmente ainda não recebi nada. Quando receber essa comunicação marcarei, o mais breve possível, eleições. Percebo que, porventura, queiram ser candidatos e querem outro Presidente da Assembleia-Geral. Isso não me chateia nada. Depois de estar o ato eleitoral marcado tenho direito, assim qualquer outro sócio legitimado para isso, de apresentar uma candidatura ou não. A Assembleia-Geral do dia 24 de Julho mantém-se e quando for informado oficialmente da demissão da Direção marcarei novas eleições», afirmou.

Jorge Pereira diz ainda estar «sereno» e de «consciência tranquila» quanto às acusações feitas pela Direção do clube no comunicado emitido ao início desta tarde.

«O comunicado só tem mentiras. Dizem que vou estar acompanhado de um assessor jurídico, o que é totalmente falso. Não sei onde foram inventar isso. Aliás, podem ler na convocatória da AG. Não tem lá nada disso. Uma das exigências que me fizeram era que entregasse a ata da última Assembleia-Geral para ser analisada na Direção. Comuniquei-lhes que a ata ainda não está feita e primeiro terá de ser apresentada na próxima AG para pôr à consideração dos sócios a sua aprovação ou não. O clube tem estatutos que são para cumprir», atirou.

O responsável acrescentou que, na última Assembleia-Geral, «a Mesa comunicou aos sócios que iria pedir um parecer a um jurista. Já temos esse pedido e mandei a fatura para a Direção do clube, que é quem paga as contas do clube e não a Assembleia-Geral».

Jorge Pereira disse ainda que não falou com o Presidente do clube, Eduardo Milhão, depois da última Assembleia-Geral, existindo apenas «trocas de e-mails», sempre respondidos «pelo tesoureiro».

A terminar, o Presidente da Mesa da AG frisa que o «Vilaverdense FC tem mais de 60 anos e nunca deixou, nem vai deixar de ter Direção».

Categorizado como

Current track
Title
Artist