I LIGA: SC Braga regressou às vitórias.

Publicado por em 14 Abril, 2019

Paulinho, o melhor em campo neste jogo.
Paulinho, o melhor em campo neste jogo.

Aos 45 segundos de jogo, Wilson Eduardo marcou o primeiro golo deste jogo e a tranquilidade reinou no templo arsenalista. Paulinho e Fransérgio marcaram, na segunda parte, cada um por uma vez, num jogo que não deixa saudades. O melhor mesmo: a vitória por 3-0.

Quando uma equipa que não ganha há três jogos, consegue marcar antes do primeiro minuto de jogo, uma possível intranquilidade que pudesse assolar os jogadores, fica logo por terra e foi isso que o Braga conseguiu fazer neste jogo contra o Tondela. Uma boa jogada pela esquerda, permitiu a Wilson Eduardo, após cruzamento de Murilo, ainda com muita gente a chegar ao seu lugar nas bancadas, fazer o primeiro da tarde e com isso embalar a equipa para uma exibição (muito) tranquila. Demasiadamente tranquila.

Sabia-se de antemão que tanto Abel Ferreira como Pêpa teriam que mexer na composição das equipas. Se em Braga, as lesões de Sequeira e Ailton tiravam soluções na lateral esquerda, colmatada neste jogo por Murilo; no Tondela, a expulsão da semana passada de Ricardo Costa, obrigava o treinador a arranjar uma solução para o lugar, a escolha recaiu em Joãozinho, que deixou o seu lugar na lateral esquerda para Pité.

Depois do golo tão madrugador, era de esperar que o Braga arrancasse para uma exibição de encher o olho e, os primeiros 15 minutos, deixavam antever isso, mas a partir daqui o jogo entrou numa toada tão desenxabida que os minutos passavam e a velocidade era de tal ordem baixa que mais do que um, na bancada, ia bocejando, tal a falta de interesse nas quatro linhas.

O Braga, como estava desde bem cedo na frente, dava-se ao luxo de gerir o jogo, já o Tondela, em posição complicada na tabela, dava ideia de estar atordoada com o golo sofrido em fase tão prematura do jogo que não conseguia encontrar o rumo desejado. No fim do jogo, o treinador Pêpa, referiu que esse golo arruinou quase por completo a estratégia para este embate.

Durante a primeira parte, realça-se ainda que foram do Braga as ocasiões para dilatar a vantagem, mas Cláudio Ramos e a falta de pontaria dos homens dos arsenalistas, ditaram que ao intervalo o jogo estivesse no magro e curto 1-0 e com todos a suspirar por uma melhor segunda parte.

Quando as equipa vieram das cabines, aconteceu algo que não ajudou à melhoria do espetáculo. Uma série de paragens, todas elas forçadas por lesão, que obrigaram Marcelo Goiano a abandonar o relvado, quebraram o ritmo de um jogo que já não tinha nenhum andamento.

Esta segunda parte foi jogada um pouco mais rápida, mas tudo era feito aos repelões e só o golo de Paulinho, aos 64 minutos, despertou a bancada e animou o jogo. Felicidade para o avançado barcelense que joga no Braga, que correu quase meio campo com a bola e quando rematou, a bola bateu no poste e ressaltou depois para as costas de Cláudio Ramos que, sem querer, colocou a bola na sua própria baliza. (Ver golo).

Estava feito o 2-0 e decidido o encontro, porque se notava que o Tondela não tinha capacidade para fazer tremer a equipa minhota.

Antes do fim, mesmo em cima do apito de Nuno Almeida, nova arrancada de Paulinho, que voltou a correr muito e bem, depois dessa correria, o 20 do Braga serviu de bandeja Fransérgio, que aproveita a oferta do companheiro e bateu o guarda-redes tondelense que ainda tentou, em desespero, sair da sua baliza, mas nada havia a fazer. (Ver golo).

Desta forma o resultado ficou fechado nos 3-0 e pode dizer-se que foi (bem) melhor o resultado do que a exibição.

Na próxima semana, o Braga vai até Santa Maria da Feira defrontar um Feirense que tem o destino traçado para a segunda liga.

FICHA DO JOGO

ESTÁDIO: Municipal de Braga.

ÁRBITRO: Nuno Almeida (AF Algarve).

SC BRAGA:

Tiago Sá, Marcelo Goiano (Ricardo Horta, 51’), Bruno Viana, Pablo e Murilo; Palhinha (João Novais, 68’), Claudemir, Wilson Eduardo e Ricardo Horta (Fransérgio, 62’); Dyego Sousa (Trincão, 71’) e Paulinho;

TREINADOR: Abel Ferreira.

CD TONDELA:

Cláudio Ramos, Bruno, Jorge Fernandes, Joãozinho e Pité (Moufi, 83’); Bruno Nascimento, João Pedro (Patrick Fernandes, 61’) e Tomané; Juan Delgado (Sérgio Peña, 36’), António Xavier e Jhon Murillo;

TREINADOR: Pêpa.

DISCIPLINA:

AMARELOS

SC BRAGA: Marcelo Goiano, 29 e Fransérgio, 83’.

CD TONDELA: António Xavier, 24’ e Jorge Fernandes, 84’.

VERMELHOS: nada a registar

GOLOS: (1-0) Wilson Eduardo, 1’; (2-0) Paulinho, 64’; (3-0) Fransérgio, 90+5’.

© Fotos: Facebook Oficial Sporting Clube de Braga.

Categorizado como

Current track
Title
Artist