Gverreiros do Futuro: “Temos tudo o que é necessário para desempenharmos um bom trabalho”

Publicado por em 2 Setembro, 2017

As Escolinhas do Sporting Clube de Braga deram, na manhã deste sábado, o pontapé de saída para a nova época 2017/2018. Foram mais de 300 as crianças que marcaram presença no arranque da temporada, numa nova casa: as primeiras sessões de treino da nova época tiveram lugar no campo nº1 da Cidade Desportiva SC Braga, perante muito público presente na bancada.

No final dos treinos, os “Gverreiros do Futuro” receberam o presidente do clube, António Salvador, assim como Alan, diretor das relações institucionais e um ídolo para muitas das crianças presentes. Esta festa do futebol contou também com a presença de jogadores da equipa principal do Sporting Clube de Braga, para deleite dos mais novos: Tiago Sá, guarda-redes que fez toda a sua formação no Braga, o reforço Erick (ex-Náutico), Rafael Assis, André Moreira, Ricardo Ferreira e Paulinho não se fizeram de rogados e acederam a um sem fim de pedidos: ou “selfies”, ou camisolas assinadas, ou resposta às típicas questões da criançada.

Todo este ambiente de festa se desenvolveu sob o olhar atento de Hugo Vieira, coordenador da formação do Sporting Clube de Braga, que referiu que as crianças ingressam nas escolinhas a partir dos quatro anos. Este ano, há uma novidade nos escalões mais jovens: vai ser criado um campeonato interno, para que as crianças possam competir. O rosto da formação braguista explicou que aos mais pequenos, não se ensina técnica nem tática. O objetivo é que os mais pequenos corram, que se divirtam e que socializem. “Há pais que a determinada altura da época nos dizem “quem nos dera que eles fossem assim lá em casa”. Um dos nossos focos é também ajudá-los a crescer enquanto cidadãos, enquanto homens e mulheres”, destacou Hugo Vieira.

 

O arranque da temporada numa nova casa, com todas as condições é para Hugo Vieira “um acrescer de responsabilidade”. “Temos tudo o que é necessário em termos de infraestrutura para desempenharmos um bom trabalho”, apontou o coordenador das equipas que hoje arrancaram os trabalhos.

 

Nos últimos dias, devido ao negócio de última hora no mercado que envolveu dois jogadores da formação do Sporting Clube de Braga: Bruno Jordão e Pedro Neto, transferidos para a Lazio, muito se tem falado do valor da formação braguista. Hugo Vieira manifestou um “sentimento de orgulho” de um trabalho que é conjunto. “A responsabilidade é de toda a gente que aqui trabalha: desde os motoristas, passando pelos roupeiros, senhoras da limpeza, técnicos, fisioterapeutas, é repartida por todos os gabinetes aqui existentes”. O mérito é também claramente dos atletas “porque têm qualidade com eles. Nós só os ajudamos, mostramos o caminho a seguir e é um orgulho tremendo ver o SC Braga vender pelos valores que tem vendido elementos da formação”, clarificou o antigo central, que passou também pelos guerreiros do Minho. Vender jogadores antes de chegar à equipa principal é para já, segundo Hugo Vieira, “um mal necessário. Gostamos de ver os nossos meninos crescer e fixar-se na equipa principal, como agora temos o Xadas”. Para o coordenador executivo da formação, estão criadas as fundações para que daqui a alguns anos exista uma equipa principal do Sporting Clube de Braga com uma base de formação, para que os jogadores se consolidem na equipa. “Essa é a nossa estratégia”, colmatou Hugo Vieira.

 

Ainda sobre a saída de Jordão e Neto para a Itália, país que Hugo Vieira conhece bem já que durante a carreira de futebolista esteve três anos na Sampdoria, o antigo defesa defendeu que os dois jogadores estão preparados para o desafio. “Aqui tentamos que os nossos jogadores não cresçam num ambiente facilitista. Eles sabem que vão ter momentos menos bons, momentos bons, e estão preparados”. Sobre o futuro dos agora ex-Braga, Hugo Vieira não tem dúvidas: “vão triunfar”.

Categorizado como

Current track
Title
Artist