I LIGA: Dyego cabeceou para a liderança

Publicado por em 5 Novembro, 2018

Dyego Sousa foi o homem do jogo ao bisar na partida.

Dyego Sousa foi o homem do jogo ao bisar na partida.

Antes do Jogo, debaixo de chuva intensa, equipas em aquecimento com o onze do SCB com as novidades Fransérgio, Fábio Martins e Paulinho, comparativamente ao último jogo para a Liga.

Inicio de jogo com um Braga dominador e logo no primeiro minuto com o primeiro remate à baliza de Joel Pereira que, confiando no golpe de vista, viu a bola embater na trave, um remate pouco ortodoxo que saiu do pé do Fransérgio. Daí até aos 15 minutos, a nota dominante foi o equilíbrio.
O Braga chegou ao golo aos 16 minutos, bola cruzada da direita por Goiano e nas alturas, entre os defesas do Vitória, o suspeito do costume: Dyego Sousa fez o primeiro.
O Braga não teve tempo para saborear o golo, pois numa recuperação de bola, perdida por Fábio Martins, Éber Bessa fez o golo do empate aos 18 minutos.
O Braga tentou assumir o jogo e procurar, de novo, o golo. Voltou a haver mais equilíbrio.
Mas nos dez minutos finais da primeira parte a equipa da casa volta a assumir o controlo dos acontecimentos e, mais uma vez, Dyego Sousa de cabeça, aos 40 minutos, fez o segundo. Desta o cruzamento certeiro saiu do pé esquerdo do Ricardo Esgaio.
O golo abalou a confiança do Vitória, o marcardor não se alterou, com as equipas e entrarem para o balneário com o resultado favorável ao Braga (2-1).

As equipas regressaram das cabines sem alterações, no entanto, adivinhava-se que Vidigal poderia alterar alguma coisa.
O Vitória tentou empurrar o Braga para a sua zona defensiva e até conseguiu, mas pareceu um domínio consentido. E foi Abel Ferreira a mexer primeiro na equipa, aos 59 minutos, fazendo entrar R. Horta para o lugar de F. Martins. Mas a resposta de Lito Vidigal foi imediata, aos 60 minutos, fez sair Alex, que já tinha visto amarelo aos 27 minutos, para entrar N. Valente.
Éber Bessa, o melhor do Vitória, passou para a direita, N. Valente foi para a zona central, e Mendy passou a jogar na esquerda. Nuno Valente, que viu ser-lhe mostrado cartão amarelo aos 73 minutos, não veio mudar muito na estratégia do Setúbal.
O SCB passou a gerir o resultado, sem que o Vitória conseguisse criar grandes dificuldades. Abel Ferreira, começou a gerir o esforço e, sem pensar no próximo jogo, fez a gestão de esforço de Paulinho, que saiu para entrar J. Palhinha. Com esta alteração, deu mais capacidade ao meio campo mantendo a equipa equilibrada. Abel voltou a mexer aos 85 minuntos, fazendo sair Dyego entrando para o seu lugar Wilson. Com estas alterações, o Braga não se desequilibrou e levou a água ao seu moinho. Do outro lado, Vidigal, ainda colocou Valdo no lugar de Jhonder e depois Costinha no lugar de Semedo, mas sendo conservador, não arriscou suficiente para criar grandes problemas ao SCB. O único problema surgiu nos descontos, com uma jogada de insistência do Vitória e um pontapé enrolado de N. Valente que poderia ter estragado a festa do Braga. O Jogo não acabou sem Abel Ferreira ter levado ordem de abandonar o terreno de jogo pelo líder da equipa de arbitragem, Hélder Malheiro, que, não sendo brilhante, não teve influência no resultado final.
O resultado final foi o mais importante, vitória pela margem mínima, três pontos que colocaram o Braga na liderança partilhada com o FC Porto, a uma semana da deslocação ao Dragão.

 

FICHA DO JOGO

PRIMEIRA LIGA, 9.ª JORNADA

Estádio: Municipal de Braga

Árbitro: Hélder Malheiro

 

SC Braga:

Tiago Sá; Marcelo Goiano, Bruno Viana, Pablo Santos e Sequeira; Claudemir, Fransérgio, Esgaio e Fábio Martins (Ricardo Horta, 59’); Paulinho (Palhinha, 81’) e Dyego Sousa (Wilson, 85’).

Treinador: Abel Ferreira

 

Vitória FC:

Joel Pereira; Mano, Dankler, Vasco Fernandes e Nuno Pinto; José Semedo (Costinha, 88’) e Mikel; Alex Freitas (Nuno Valente, 59’), Éber Bessa e Mendy; Jhonder Cádiz (Valdu Té, 73’).

Treinador: Lito Vidigal

 

DISCIPLINA

Amarelos:

SC Braga: Sequeira (30′)

Vitória FC: Alex Freitas (27′); Nuno Valente (73’).

 

Vermelhos: Nada a assinalar.

 

GOLOS: (1-0) Dyego Sousa, 16′; (1-1) Éber Bessa, 18’; (2-1) Dyego Sousa, 40’.

Melhor em Campo:Dyego Sousa

 

© Fotos: Facebook Oficial Sporting Clube de Braga

Categorizado como

Current track
Title
Artist